segunda-feira, 6 de dezembro de 2004

o arquivo morto..

É impressionante como existem certas situações, muitas vezes estupidamente simples, que são capazes de estressar a gente de uma forma violenta.
Bom, no começo da semana passada fui dar entrada na papelada para retirar o meu diploma de formado na PUC (isso pq faz quase 1 ano que me formei; já tinha a papelada toda juntada mas deixei de lado por causa da OAB e esqueci..). Seguei lá, o rapaz começa a conferir a papelada: "bom Alexandre, tá faltando aqui a cópia autenticada do histórico escolar do 2º grau.. esse que está aqui é do 1º (...) peraí que eu vou verificar lá nos arquivos.."; cinco minutos depois: "realmente, não consta nada lá.." (qndo entrei na facul, somente me exigiram o certificado de conclusão do 2ºgrau; o histórico escolar eu nem tinha recebido); "bom, você vai ter que pegar uma certidão com o pessoal do colégio.." ..e volto eu pra casa com toda a papelada.
Chego, pego a lista telefônica de Itatiba (fiz o último ano do 2º grau lá).. viro, viro, viro.. e nada de achar o número da escola. Apelo pra moçinha-robô da Telefonica. Depois de uns 5 minutos falando com uma gravação, eu consigo o número.
Ligo lá (isso terça-feira da semana passada) a moça me atende, eu me explico, e: "ah sim... mas você tem que falar com a Ana, ela é a responsável por isso.. ela tá em horário de almoço.. você pode ligar denovo na parte da tarde?". --- Ligo por volta das 4 da tarde: "Cleyton, boa tarde.." (explico a situação denovo); "Ela já foi embora, mas deixa seu nome que eu passo pra ela.." --- Ligo novamente, na quarta. Cleyton atende novamente e eu explico denovo: "Pois é.. vc se formou em 98 né?.. é que a gente tem que ver lá no arquivo morto.. mas nos entraremos em contato." --- (passa quinta, sexta.. o final-de-semana) Ligo hoje, segunda: "Gabriela, pois não?" (a mocinha da primeira ligação); explico-me mais uma vez.. "Só um minuto.." (escuto um murmurinho de vozes ao fundo no telefone) "Então Alexandre, é que a gente tem que subir lá no arquivo morto pra tirar a certidão.. você não pode ligar mais pro final da semana?".
Nem preciso dizer que eu já estava puto. Nessa altura, eu já tinha dito várias vezes que precisava dessa certidão com uma certa urgência pra poder dar entrada no diploma, sem o qual eu não tomo posse se passar no concurso que estou prestando (a prova é dia 30/01 - no sistema da extremamente ágil sacrosanta Pontíficia Universidade Católica de Campinas, um diploma fica pronto em 165 dias, ou seja, 6 meses!!!!... entrando com um requerimento de urgência, eu consigo diminuir esse prazo; mesmo assim, temo que não dê tempo).
Afinal, é tão difícil assim subir no ráio do arquivo morto e pegar o histórico?????????!!!!!... a decisão: quarta-feira eu baixo lá em Itatiba e só saio de lá com a certidão.
Parece aqueles contos de suspense de segunda categoria... "ohh!.. o arquivo morto..." "é uma área proibida.." "cuidado!.. quem subiu lá nunca mais voltou.." "no arquivo morto.. não pode ser?!.. será?!.. é isso mesmo?!.." .. é de deixar qualquer um com o saco na lua (desculpem a expressão, mas é a realidade). Tão simples, tão fácil... se tem que subir, é só subir uma escada.. ninguém vai morrer.. ou vai? Será que os excelentíssimos funcionários do Objetivo de Itatiba vão cansar muito de dar alguns parcos passos, conferir o arquivo... letra "A", ano 98, formandos..
Definitivamente, ser humano é um bicho complexo..... (e estressado também....)

4 comentários:

Carrie Bradshaw Tupiniquim da Silva disse...

Alê... que gente preguiçosa... acho que você vai ter que ir lá e reclamar com o/a diretor/a, porque isso é uma coisa extremamente simples...
eu sei... você não acredita, mas meu primeiro emprego foi na secretaria de uma escola particular ahahahaha
e eu tinha medo do arquivo morto!! uauahaahhahaha
sério... diziam que o espírito do fundador da escola andava por lá hahahah
beijos arrepiados de medo!!

Cristina disse...

Oi, Alex!
Bem, eu pensei em várias coisas, hehe.
1º- nada supera a combinação burocracia e preguiça.
2º- depois de uma dessas, se você tem uma espécie de "dia de fúria", as pessoas pensam que vc está louco (e eu sei do que estou falando, quase fiz isso semana passada) (!)
3º- vai ver que ainda não acabou o velório do pobre do arquivo
4º- essa de arquivo morto tbém me lembrou de... Sherlock Holmes! "O estranho caso do arquivo morto" haha
5º- essa foi uma "situação comédia da vida privada". Pode crer, é mais comum do que nós imaginamos.

beijos!!

Anonymous disse...

Alexandre, antes de mais nada eu queria dizer q já achei o código para aquele lance do fotolog sair numa página... me manda um e-mail pois não tô conseguindo postar por aqui... dá erro! rocktime@bol.com.br
Qdo ao post, meu caro, espera só pra ver o q é dificuldade qdo chegar a época de vc se aposentar! Aí sim vc vai se estressar de verdade!
[]'s
Thiago Ocampo

Caroline Witt disse...

"what can you do-o?
what can you do-ooo?
with a brat like this
always on your back..."
[ramones - beat on the brat]
foi do que me lembrei, quando li o post, hehehe!
não pude evitar. :o)