sexta-feira, 9 de junho de 2006

"home, home again.."

"I like to be here, when I can.."

Realmente, é gostoso. Viver só tem os seus prazeres também, mas nada que substitua o convívio com sua família. Com seus defeitos e qualidades, é a única instituição moderna que ainda nos "protege" e nos faz ter aquela sensação "umbilical" ou "uteral" (putz!) de segurança e de ainda fazer parte de um "ninho".

Se o novo individualismo pós-moderno quer acabar com a família, que ponha outro "porto seguro" no lugar. Não existe ser humano no mundo que consiga sobreviver eternamente em "mar aberto".

OBS 1: estou em Campinas, aproveitando um pouco as minhas, digamos, "singelas" folgas.. por isso essa divagação pra lá de "divagatória".

OBS 2: meu deus! como eu uso aspas.. dá até medo.

2 comentários:

Cristina disse...

Pra quê usar aspas, Alex, usa os outros recursos, como o itálico, por exemplo.
Familía é muito bom mesmo. :] E não há lugar no mundo como nossa casa, como já dizia Dorothy, aquela rs.
beijo!

SLIDET disse...

aspas e metáforas... dá raiva... rs ;]