quinta-feira, 14 de junho de 2007

"hay que endurecer.. pero.." (microfonia)

"Aquela reforma agrária com que o MST sonhou durante 20 anos não existe mais. Se ficarmos só na pauta da terra, seremos derrotados." - João Pedro Stédile, no 5º Congresso Nacional do MST (Movimento dos Sem Terra).

Li essa frase no noticiário e fiquei refletindo sobre ela. Não vejo outro sentido que não o de um amadurecimento. Primeiro, porque, de uma certa forma, o Brasil perdeu o "momento histórico" pra fazer aquela reforma agrária que todos os países ditos desenvolvidos de uma forma ou de outra fizeram um, dois séculos atrás. Segundo, porque o MST se tornou algo mais complexo e metamórfico do que um simples e pequeno movimento agrário, e tem que "ampliar a pauta" realmente. Não que não seja mais necessária uma reforma agrária no Brasil, é preciso sim. Mas como o líder do grupo político disse lá em cima, não é "aquela" mais. Tem que se pensar em outra, que leve em conta uma gama de fatores muito maiores que antes eram desprezados. Ideologicamente falando, inclusive.

Um comentário:

Cristina disse...

(pensei que eu tivesse comentado aqui)
Me lembrei de um livro sobre reforma agrária que comprei e ainda não parei pra ler a sério. É um assunto interessante, me lembra as ótimas aulas de geografia e sociologia rural que tive na facul. beijo!