sexta-feira, 6 de julho de 2007

segura a primavera..

(mais uma vez.. muito tempo atrás, em uma galáxia muito distante.. em algum lugar perdido entre 1999 e 2004 na cidade de Campinas..)

Quem tem consciência para ter coragem,
Quem tem a força de saber que existe,
E no centro da própria engrenagem,
Inventa a contra-mola que resiste.

Quem não vascila mesmo derrotado,
Quem já perdido nunca desespera,
E envolto em tempestade decepado,
Entre os dentes segura a primavera...

("Primavera nos dentes" - João Ricardo/João Apolinário - Secos & Molhados)

Ontem recebi essa foto por e-mail dos meus ex-colegas e amigos de faculdade. Eu olhei pra ela e fiquei alguns instantes ali, pensativo, contemplando. Um sentimento muito forte me atravessou de ponta a ponta. Como um ráio, um relâmpago empático. Algo como um "mix" estranho de melancolia, euforia, saudade, e arrependimento (pelo relativo abandono do barco).

Hoje coloquei essa música na vitrola pra escutar. O sentimento voltou. Provavelmente mais abstrato, mas ainda sim intenso. Comecei a refletir e a me dar conta de que estou ali, no auge da minha primavera, e meio sem saber o que fazer com ela. Talvez seja um "feeling" universal pelo qual todo mundo passa em uma certa fase da vida. Ou não. Who knows.

O fato é que não é fácil segurar a dita cuja.

4 comentários:

Bruna_ disse...

vou bater em você.
rs

Bruna_ disse...

ahhh sim, sim.

Menina Enciclopédia disse...

é, a gente pensa muito nessa fase q viveu na facul, com certeza é um das melhores q a gente passa, mas a primavera está sempre aí qdo a gente quer enxergar o bom da vida ;)
beijo!

Cristina disse...

Acho que você está melancólico além da conta. É o aniversário chegando, né?
beijo!