segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

bloco de notas (8)

Eu sempre gostei da efervecência humana de São Paulo, mas o clima propriamente dito daqui nunca me agradou muito. Não que eu não goste de garoa, tempo nublado, um friozinho. Eu acho o máximo. O problema é que faz tempo que a cidade deixou de ser a "terra da garoa" e se tornou uma espécie de laboratório de climatologia radical. O clima muda a cada estalar dos dedos. Ontem, por exemplo, o tempo estava assim:


Hoje o dia já amanhaceu ensolarado e com uma temperatura agradável. Porém, foi só a noite cair pra um friozinho escroto marcar presença. E tudo leva a crer que amanhã o grande irmão também irá raiar (uma olhadela na janela essa noite e notei o céu estrelado), mas garanto que no final da tarde irá bater uma brisa fria denovo. Um clima sem sal de outono em pleno verão, I don´t get it. O pior é que essa esquizofrenia climatológica desregula o meu "termostato interno". Não é de hoje que eu observo que algumas crises de dor de cabeça minha tem uma relação direta com essas variações no clima. Eu li em algum lugar que nós estamos vivenciando um clima atípico esse verão porque um "sistema" está atuando na região centro-sul e aumentando a quantidade de chuva. Mas sei lá, pelo menos na capital o clima já está chato faz um bom tempo, diria anos. Ou foi sempre assim e eu não notei. Vai saber.

***
Vou aproveitar pra fazer um "jabá" de utilidade pública hoje no blog. O pessoal do clickarvore está participando do prêmio Ibest na categoria "ações sociais e ongs". Pra quem não conhece, o clickarvore é um projeto da ong SOS Mata Atlântica em parceria com a ong Vidágua e a Editora Abril onde a pessoa se cadastra e contribui gratuitamente (com um click) para o reflorestamento da Mata Atlântica a partir de plantações de árvores patrocionadas em projetos ambientais. Eu e alguns amigos ajudamos (plantando virtualmente) no projeto desde o final de 2004. Se o nobre leitor ainda não conhece, vale a pena colaborar. Projeto sério, pragmático, e de resultados, dá até pra acompanhar (com fotos) os locais onde as árvores são plantadas.


* pra acessar o site e se cadastrar: clickarvore.
* pra votar no projeto no site Ibest: prêmio Ibest.

***
A coisa mais divertida que tenho feito nos últimos dias? Assistir o ultra-tosco programa Fantasia no começo da madrugada no SBT. Demorei pra descobrir essa bizarrice e dar boas gargalhadas. Involuntariamente, acho que é o melhor programa humorístico da televisão brasileira. Observar os apresentadores tendo que segurar o riso enquanto atendem um bando de desocupados no telefone gritando que é fã da rede de TV do apresentador Silvio Santos é muito, digamos, terapêutico. Eu não lembro como era esse programa nos tempos vespertinos da Carla Perez, mas essa versão noturna é uma pérola. Tudo é milimetricamente bizarro e despretensiosamente sarcástico. Fantasia (no ar!) rocks!

"Eu sou fã do SBT!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!" : 0

6 comentários:

Lívia disse...

Meu Deus! Ainda existe esse programa?!

xD

Olha... não é só São Paulo que anda com o clima meio estranho... haja vista as catástrofes das chuvas em vários lugares =/

Gostei do clickarvore! =D!
Tá na hora de salvar o mundo! xD

=*****

Cansei de ser abduzida disse...

Hhaahahahahaahahahaha...

eu vou assistir... essa não posso perder!!

adoro programas toscos e bizarros!

beijos. te cuida bem!

Carrie Bradshaw Tupiniquim da Silva disse...

sabe q me disseram q qdo o programa mudou pra tarde um monte de gente pediu pra voltar a ser exibido de madrugada pq é o programa q os deprimidos assistem para passarem o tempo já q não conseguem dormir... voltou pra madrugada pra atender esse povo rs

Cristina disse...

O tempo está estranho mesmo, mas dizem que é culpa de "La Niña".
E o "Fantasia" é muito bom pra dar risada. Vergonha alheia mode on fatality :p

Aline-NC disse...

Plantei minha árvore do dia!
"Fantasiiiia no aaaar..." , ainda é esta a música? :D

doug disse...

eu conheci o site fuçando seus links... já devo ter umas dezenas de mudas, agora só falta livro e filho (rs)