sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Olimpíadas Pequim 2008

(tirando o chapéu pros "china"..)

Junto com a privada, o papel higiênico, e o metrô, a Olimpíada provavelmente foi uma das maiores invenções da humanidade. Resumindo: qual outro evento consegue colocar na mesma roda um refinadíssimo trabalho de pacifismo geopolítico, entretenimento, esportes, saúde e cultura?
Essa é a primeira vez que o blog faz a "cobertura" de uma Olimpíada. Aliás, difícil a "blogosfera" ficar indiferente a esse evento. Até porque, consciente ou inconscientemente, somos todos uma variante de jornalistas amadores, e conseqüentemente, repórteres.
Não tenho muito o que falar sobre a parte esportiva porque não vi nada. Os dois jogos de futebol do Brasil passaram em branco. Aliás, muita coisa vai passar em branco. Com esse horário vou contar nos dedos os jogos que vou assistir.
Bom, pelo menos vi um pedaço (ao vivo) da abertura dos jogos. Acho difícil argumentar que essa não tenha sido a mais bela e interessante abertura dos jogos olímpicos modernos. Assim como é indubitável o talento dos chineses pra eventos megalomaníacos e perfeccionistas.
De qualquer maneira, o legal mesmo dessas olimpíadas passa pelo aspecto político. Acabei de ler aqui que a polícia chinesa fez uma "visita de cortesia" em um escritório do SBT em Pequim. Só porque um repórter tupiniquim baixou no seu computador algumas fotos produzidas pela Anistia Internacional.
Nós ocidentais temos dificuldade pra entender um sistema político justo e viável que não passe pelo liberalismo político e o conceito pós-guerra de direitos humanos, algo tradicionalmente (com exceções, lógico) aceito do outro lado do mundo. Até porque mais de um bilhão de pessoas não aceitariam (ao nosso olhar) ser censuradas sem que houvesse algum tipo de anuência. Não há sistema político que segure essa quantidade de gente sem aquiescência. Eu as vezes fico imaginando um país do porte da China vivendo num esquema de capitalismo radical como o dos EUA, que tipo de conseqüências (boas ou ruins) isso poderia trazer para o mundo.
Enfim, a coisa ainda só está começando e espero que seja interessante o suficiente pra colocar a buzanfa na poltrona às 6 da matina. E como diz a Cris, na próxima nós estaremos pra ver ao vivo.

img: Kevin Frayer/AP/Folha Online

5 comentários:

Garota no hall disse...

Eu vi umas fotos no UOL. Estava indo para o trabalho qdo vi a TV de uma loja ligada na transmissão da abertura. Só então lembrei "ah, é hoje a abertura". De resto... o Flávio Canto não vai lutar judô mesmo... hahaha... brincadeira.

fabiana disse...

http://lribi.blogspot.com/

Aline-NC disse...

Vi uns pedaços na hora do almoço e, pelo que percebi, os chineses colocaram no bolso todas as festas anteriores. São mestres!
A única parte menos espetacular foi o acender da tocha : não conseguiram ainda superar a "flecha de fogo" em Barcelona/92.

Cristina disse...

Essa coisa de olimpíada meio que hipnotiza a gente; mesmo não me interessando muito pelos jogos, acabo acompanhando alguma coisa.
Mesmo assim quero estar em Londres pra ver a próxima cerimônia de abertura ao vivo. ;]

fabiana disse...

Eu fico relutante em acordar às 3 da matina pra ver o jogo de vôley! Anyway, não acompanho mais nada que não envolva rede-bola-set's-bernardinho-outro treinador.