quarta-feira, 15 de abril de 2009

Para onde vai a Folha de S. Paulo? (2)

Seguindo ainda nas "peraltices" do corpo de jornalismo da Folha de S. Paulo, segue mais um exemplo das transformações e da "guinada" do padrão técnico de trabalho do jornal, os quais comentei semana passada aqui no blog. O mais interessante é que a coisa não se resume só à seara estritamente política.

Com a palavra Marcelo Tas, em seu blog, numa postagem de hoje:

A intenção desse post é divulgar “Erramos” publicado pela Folha Online na última segunda, dia 13 de Abril. O erro apontado desmonta a base de reportagem publicada pela editoria de Informática na sexta, dia 10: "Garoto propaganda da Telefônica, Marcelo Tas recebe críticas durante a pane".

Infelizmente, a maioria dos internautas só leu na matéria infectada pelo erro que ficou, durante o feriadão, por dois dias entre as mais lidas da Folha Online. Tenho certeza que poucos desses leram o “Erramos”. Portanto, se você leu a matéria e tem interesse em entender o que aconteceu, continue a leitura e por favor divulgue. Se você não leu, esqueça e pode encerrar a leitura desse post por aqui.

continua...

Segue a íntegra da postagem com a versão do Tas: aqui. Leiam, e como bem ressaltou o Prof. Tibúrcio, divulguem.

4 comentários:

Garota no hall disse...

Eu já tinha lido a "notícia" e o post do Tas. Lamentável... apuração nota 0. Jornalista metida a estrelinha a moça que escreveu.

Rodrigo disse...

Pois é, Garota. E olha que a Folha não exige diploma. Pode não ter ligação, mas nunca se sabe...

Garota no hall disse...

Sobre a minha crônica da aula de direção, é um flschback e um diálogo, conforme a Sun comentou.

Cecilia disse...

Se é para ser assim, até eu vou escrever para a Folha. Ê laiá.