segunda-feira, 13 de julho de 2009

e o mundo girando lá fora

Mergulhar no mundo dos concursos é como viver sob uma eterna sensação de coito interrompido.

É inevitável. Toda sua canalização de energias, cobranças pessoais, sofrem um corte no dia da prova. Aí no dia seguinte você reflete, argumenta consigo mesmo, fica matutando, indagando até que ponto aquilo tudo acrescenta, transforma, eleva.

Em mais de 6 anos, por 17 vezes, eu passei por isso. E vou passar de novo na semana que vem. O que me constrange é saber até que ponto vai, até que ponto realmente vale a pena. Incentivos não me faltam, nem suporte.

Reflito sobre isso principalmente levando-se em conta que já experimentei o outro lado da corda. Encarar os desafios de peito relativamente aberto. Sozinho nas possibilidades, olhando pro horizonte de uma cidade desafiadora. Foram 3 anos de uma certa magia. Uma pausa no coito interrompido.

Eu não vejo magia nesse trabalho dos concursos, esse é o problema. A experiência sensível é pra lá de limitada. É você, seu cérebro, sua ansiedade, e o mundo girando lá fora. Você fica ali, meio que anestesiado, enquanto as coisas acontecem.

O grande problema, é claro, é que o tempo passa. E o grande vislumbre do mundo adulto é saber que ele é um caminho que, dentro de um certo universo convencional e social, cada vez se estreita mais. As possibilidades teoricamente se reduzem. E, se você fica anestesiado enquanto a banda larga está disponível, pode pagar um preço diferenciado lá na frente.

Eis o meu dilema. Quem está nesse mesmo barco com a bússula meio avariada sabe do que eu estou falando.


ADENDO:

Interessante como nesses anos todos de "coito interrompido espiritual" eu acabei me desenvolvendo como uma espécie de "mini blogueiro-escritor-jornalista amador ". Será que esse é realmente o caminho a se investir ou apenas uma fuga? Outro dilema.

6 comentários:

Cecilia disse...

Bússola avariada é apelido, meu caro!

Rodrigo Carreiro disse...

Você consegue, com certeza!

Sunflower disse...

"Mergulhar no mundo dos concursos é como viver sob uma eterna sensação de coito interrompido."

Concordo e acrescento.

Você botou pra fuder no texto na primeira frase.

Parabéns novamente!!

Sorte e Luz pra gente.

beijas

Paula disse...

as you faced the sun you cast no shadow

isso pode ser mais um incentivo?

Aline-NC disse...

Falta pouco pra eu jogar a bússola fora... Se ela não funciona, pra que mantê-la, certo? Se não fossem certas obrigações que ainda possuo, ela estava no lixo faz tempo. O que é igualmente frustrante.
(isso dá dias de post, vamos parar por aqui!)

Anna Carla disse...

Admiro quem consegue fazer isto que vc faz, eu não possuo nem disciplina tampouco retaguarda para tanto. Tenho aí quase 8 anos de advogando com a cara e com a coragem e parafraseando vc "sozinha nas possibilidades, olhando pro horizonte de uma cidade desafiadora" realmente tem sua magia mas também tem seu lado enfadonho e não posso dizer que não passei por crises na profissão mas, como tudo no mundo adulto passa e rápido.
Acho que tb virei "blogueira" por hobby e acho que pode ser tb um meio de fuga, sei lá, fica pra refletir.
gostei do seu espaço, virei aqui de qdo em vez.